terça-feira, 2 de novembro de 2010

Mar e Ares

Fui ao mar com cinzas
De tudo que o tempo desfaz.
Respirar o ar carregado de vida,
Livrando-me da sujidade e não das marcas,
Com águas e ar, sangue e vontade.
Para voltar leve,
Sem intrusos que roubam a vida,
Sem ares carregados de ilusões.
Pisando o chão
Com a poesia no peito
E o abraço da amada.

2 comentários:

  1. Esse arrasou !
    É o que mais chamou minha atenção,
    é o meu preferido.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, adorei... vc está de parabéns... bjs de luz....

    ResponderExcluir